Transcatarina 10 anos: para fazer a diferença, tem que ser diferente

publicado em: 15/07/2018

Criatividade e inovação... O Transcatarina alcançou os dez anos de existência com muitos méritos, um deles foi a capacidade incrível de fidelizar seus participantes. A festa de comemoração foi realizada neste sábado, 14, na Vila Germânica, em Blumenau

 

Dez anos de história... Contribuindo para a evolução do off-road no Brasil. De 10 a 14 de julho, o Transcatarina comemorou a sua primeira década de vida em uma edição que entrou para a história. Quem diria que de uma conversa informal entre amigos (em 2008), nasceria o evento que hoje é considerado um dos maiores encontros do fora-de-estrada nacional. Sob a organização da SC Racing, o Transcatarina traz um formato diferenciado de evento, com capacidade de inovar e se reinventar a cada edição. 
 

“Alcançamos os dez anos de existência graças ao amor que nutrimos pelo 4x4. Aqui, não falaremos dos problemas, pois eles existiram e nós aprendemos com eles. Crescemos anualmente, ouvimos atentamente as reclamações e sugestões dos integrantes. Preparamos o Transcatarina pensando nos participantes, naquilo que fará essas pessoas felizes e, principalmente, o que fará fazê-los voltar. Isso manteve o Transcatarina vivo e forte, pois são os off-roaders sempre em primeiro lugar”, salientou o diretor geral da SC Racing, Edson João da Costa. 

 

A chegada do Transcatarina 2018 foi realizada no principal ponto turístico de Blumenau: a Vila Germânica. A festa de encerramento foi feita no capricho, com um jantar especial, homenagens etc. Logo após a premiação dos campeões das categorias de competição, a festa foi aberta ao público e a noite se estendeu com a apresentação da Banda do Barril – uma das mais tradicionais da Ocktoberfest. 
 

Sempre é possível melhorar 
 

Se já é padrão fazer das edições do Transcatarina uma diferente da outra, o que esperar do Transcatarina 2018? Então, seguem os destaques: o evento permaneceu por dois dias em Fraiburgo, ou seja, depois do prólogo – tomada de tempo que definiu a ordem de largada para as categorias de competição (Máster, Graduado, Turismo e Turismo Light) –, o primeiro dia de disputas foi realizado por toda a área rural fraiburguense, alcançando o município de Calmon Viana. 


Ainda em Fraiburgo, para abrir as formalidades do Transcatarina, o público local curtiu a confraternização do evento, que teve direito a rampa oficial da CBA – Confederação Brasileira de Automobilismo. Naquele momento, os participantes se apresentaram e saudaram a população. 
 

Das categorias de passeio (Passeio Radical e Adventure), cada uma seguiu em direções opostas pelo Estado de Santa Catarina.  Com quatro grupos, teve Adventure que seguiu rumo à Lages, por exemplo. 
 

E, claro, a estreia de Blumenau no Transcatarina – pela primeira vez a cidade recebeu a caravana formada por 242 veículos (somados a categoria Amigos do Rally). 
 

Entre Rio Negrinho e Blumenau... 
 

Como de praxe, a competitividade nas categorias de competição são extremamente parelhas, e neste último dia de disputas, só na Máster, oito duplas tinham chances reais de pódio. Portanto, todo empenho e sorte não seriam demais para quem estava sonhando com esse título. 
 

O trecho cronometrado deste sábado (14) foi o mais curto entre os três dias de rali, porém, foi o mais técnico e difícil. O trajeto começou travado, com diversas pegadinhas na Expoama e no Autódromo do Moto Clube de São Bento, onde muitos competidores se perderam. Nestes dois locais a “pegada” do rali foi forte e poucos foram capazes de evitar prejuízos no tempo de prova. O certame ainda passou por Guaramirim e Corupá, com bananal, palmeiras e uma pista para encerrar a décima edição.  

 

Se a ideia era fazer diferente neste Transcatarina 2018, a categoria Máster obedeceu a essa regra à risca. O primeiro lugar do pódio foi ocupado por três duplas diferentes ao longo da competição. Neste último dia, os vencedores foram Fábio de Lima Carvalho e José Aristoteles Fiuza Neto, seguidos por Acyr Hideki Rodrigues da Silva e Renan Medeiros, e Roberto Ardigo e Jhonatan Ardigo, em segundo e terceiro lugares, respectivamente. 
 

Na Graduado, teve troca de degraus. Desta vez, Orli Ademir Katzer e Gustavo Henrique Katzer, ficaram em primeiro lugar, com Leonardo Borges Menarim e Adriana Micheli, em segundo lugar, e Marcelo de Freitas Gouveia e Igor Quirrenbach de Carvalho, em terceiro. 
 


Pela Turismo, Wivalde Jonas Liebl e Adimar Diego Mühlbaeur estão afiados e mantiveram a performance em busca do título. Logo atrás vieram Patrick Adriano Celeski e Felipe Pachewsky, e Leandro Pereira Moreira e Andrey Wagner Beiger, nas segundas e terceiras posições. 
 

 

Na Turismo Light, os melhores foram José André Júnior e Bernardo Schafer Andrade, com João Carlos Afonso Estanqueiro e Lucia Cardoso Estanqueiro, em segundo lugar, e Osvaldo Prezotto e Nathalia Graciano, na terceira posição. 

 


E teve Amigos do Rally – categoria que faz apenas a última etapa, destinada às pessoas que não tem disponibilidade de fazer o Transcatarina inteiro e, portanto, aproveitam o final de semana para integrar-se ao comboio. Os campeões foram Luis Henrique Redlich e Marco Rodrigo Redlich; na segunda posição vieram Osmar Fleischmann e Fabiano Fleischmann, e na terceira colocação, Giovani Rodrigues Modolon e Samuel Serafin da Silva. “Participamos das provas da SC Racing há alguns anos e isso nos traz experiência. O rali teve muitas pegadinhas e gostamos bastante desses testes, deu para nos divertir”, disse Redlich. 
 

Cantou parabéns e apagou as velinhas
 

“Parabéns pra vocês”...

Se teve um pódio disputado, foi esse pódio dos dez anos! Afinal, quem não sonhou com esse troféu tão emblemático do Transcatarina? E quando se fala em Transcatarina, se fala em alta competitividade, lugar onde estão as melhores duplas do rali de regularidade do Brasil... Lugar onde errar está fora de cogitação, lugar onde só a vitória interessa e cada segundo é valioso. 

No resultado acumulado, Flávio Roberto Kath e Rafain Walendowsky estavam determinados a conquistar o quarto título do Transcatarina. Prata da casa, o piloto blumenauense quis fazer bonito em sua cidade e assim fez! Mas a disputa foi bem apertada com os paulistas Glauber Fontoura e Ronaldo Rodrigues dos Santos, que ficaram na segunda posição por apenas dois pontos de diferença. Em terceiro lugar, vieram Gustavo Schmidt e Enedir da Silva Júnior. “São quatro títulos conquistados e isso nos enche de orgulho e felicidade. Faço questão de dizer que o Transcatarina é uma grande família e por isso vencer aqui é ainda mais emocionante”, comemorou Kath. 
 

Já na Graduados, a disputa foi mais tranquila para Marcelo de Freitas Gouveia e Igor Quirrenbach de Carvalho. Eles sagraram-se campeões com uma vantagem de 23 pontos para Leonardo Borges Menarim e Adriana Micheli, que foram os vice-campeões. Em terceiro lugar, Sandra Dias e Minae Miyauti. “Entramos com o pé direito e, tão embora o nosso grid estivesse bem competitivo, estávamos bem alinhados e tudo funcionou perfeitamente”, destacou Gouveia. 
 

Pela Turismo, a dupla Wivalde Jonas Liebl e Adimar Diego Mühlbaeur ganhou destaque. Eles entraram neste Transcatarina com a faca nos dentes e soltaram o grito da vitória. “Deu tudo certo. Aceleramos e tivemos boa performance nos setores onde haviam os laços. Ano que vem vamos para a Graduados”, disse Liebl. O segundo lugar do pódio foi ocupado por Patrick Adriano Celeski e Felipe Pachewsky, seguidos por Guilherme Barbosa e Lisiane Homem. 
 

Na Turismo Light, José Andrade Júnior e Bernardo Schafer Andrade dominaram geral e venceram todas as etapas e, com isso, foram os campeões do Transcatarina 2018. “É nosso primeiro Transcatarina e a quinta prova no rali de regularidade, por isso, estamos felizes demais. Meu filho Bernardo foi incrível, além do Léo (Zequinha), que nos ajudou muito”, apontou Júnior. 
 

E depois do assopro da vela dos dez anos, fica a expectativa para o Transcatarina 2019. Participantes vindos de 12 Estados retornam para a casa sonhando com o próximo Transcatarina. Abre-se a contagem regressiva.   

 

10º Transcatarina – Dia 3 

Categoria Máster 

1º Fábio de Lima Carvalho / José Aristoteles Fiuza Neto, 26 pontos

2º Acyr Hideki Rodrigues da Silva / Renan Medeiros, 25 pontos

3º Roberto Ardigo / Jhonatan Ardigo, 23 pontos

4º Gustavo Schmidt / Enedir da Silva Júnior, 21 pontos

5º Leandro Pereira Moor / Claudio Roberto Flores, 21 pontos

 

Categoria Graduado 

1º Orli Ademir Katzer / Gustavo Henrique Katzer, 28 pontos

2º Leonardo Borges Menarim / Adriana Micheli, 28 pontos

3º Marcelo de Freitas Gouveia / Igor Quirrenbach de Carvalho, 25 pontos

4º Ednilso Leonel Borguezani / Leandro Macedo Ferreira, 18 pontos

5º Alexandre Menezes Ferreira / Marcelo Almada Coelho Ritter, 16 pontos

 

Categoria Turismo 

1º Wivalde Jonas Liebl / Adimar Diego Mühlbaeur, 30 pontos 

2º Patrick Adriano Celeski / Felipe Pachewsky, 24 pontos 

3º Leandro Pereira Moreira / Andrey Wagner Beiger, 23 pontos 

4º Marcos Giannoni / Benedito Lopes, 21 pontos 

5º Denilson Bonfanti / Leandro José Machado, 17 pontos 

 

Categoria Turismo Light 

1º José Andre Júnior / Bernardo Schafer Andrade, 34 pontos

2º João Carlos Afonso Estanqueiro / Lucia Cardoso Estanqueiro, 28 pontos

3º Osvaldo Prezotto / Nathalia Graciano, 26 pontos

4º Ricardo Hoffman / Guilherme dos Santos Hoffmann, 25 pontos

5º Suzana Veloso Rodrigues / Giuliano Marcio Rodrigues, 23 pontos

 

Amigos do Rally 

1º Luis Henrique Redlich / Marco Rodrigo Redlich, 32 pontos

2º Osmar Fleischmann / Fabiano Fleischmann, 32 pontos

3º Giovani Rodrigues Modolon / Samuel Serafin da Silva, 24 pontos  

4º Marcos dos Santos Costa / Mariana dos Santos Costa, 24 pontos

5º Helio Hamilton Ziehmann/ Luiz Zanotti, 22 pontos

 

Resultado final – Transcatarina 2018

 

Categoria Máster 

1º Flávio Roberto Kath / Rafain Walendowsky, 79 pontos

2º Glauber Fontoura / Ronaldo Rodrigues dos Santos, 77 pontos

3º Gustavo Schmidt / Enedir da Silva Júnior, 76 pontos

4º Olair Fagundes / Vander Hirt, 71 pontos

5º Acyr Hideki Rodrigues da Silva / Renan Medeiros, 70 pontos

 

Categoria Graduado

1º Marcelo de Freitas Gouveia / Igor Quirrenbach de Carvalho, 93 pontos

2º Leonardo Borges Menarim / Adriana Micheli, 70 pontos

3º Sandra Dias / Minae Miyauti, 68 pontos

4º Ednilso Leonel Borguezani / Leandro Macedo Ferreira, 61 pontos

5º Orli Ademir Katzer / Gustavo Henrique Katzer, 60 pontos

 

Categoria Turismo 

1º Wivalde Jonas Liebl / Adimar Diego Mühlbaeur, 87 pontos 

2º Patrick Adriano Celeski / Felipe Pachewsky, 79 pontos 

3º Guilherme Barbosa / Lisiane Homem, 66 pontos

4º Marcos Giannoni / Benedito Lopes, 65 pontos 

5º Kleber Santana / Fernanda Santana, 64 pontos

 

Categoria Turismo Light 

1º José Andre Júnior / Bernardo Schafer Andrade, 100 pontos

2º Ricardo Hoffman / Guilherme dos Santos Hoffmann, 82 pontos

3º João Carlos Afonso Estanqueiro / Lucia Cardoso Estanqueiro, 81 pontos

4º Osvaldo Prezotto / Nathalia Graciano, 79 pontos

5º Altair José Maziero / Eduardo Grezel Baldissera, 76 pontos

 

* Resultado completo em www.transcatarina.com.br

 

O 10º Rally Transcatarina tem patrocínio de Hotel Renar, Governo de Santa Catarina. Apoio de Gatos & Atos, SFI Chips, Grupo Gratt, Lave Bem Lavanderia, Posto Maçã, Floripa Textil, Mamute Off-Road, Trilha SC, FD Stands Displays, Ekron Guinchos, Le Mani, Quatorze08, Orangesun, Prefeitura Municipal de Fraiburgo

Supervisão: FAUESC

Realização: SC Racing

 

Fale conosco
Fale conosco pelo WhatsApp